quarta-feira, dezembro 26, 2007

só pa dizer que recebi muitos presentes um saco enorrme cheio deles:

um muito especial:

uma sova da Iana só pa dizer que gosta muito de mim (na primeira classe também havia um miúdo que me batia e eu não percebia porquê…afinal era amor)

eu também gosto muito de ti :)

quarta-feira, dezembro 19, 2007

Last Christmas - Wham - the best video here !!!

Porque é Natal e porque, secretamente eu ainda sou apaixonada pelo George...

domingo, dezembro 16, 2007

quinta-feira, dezembro 06, 2007

Acho que são nervos

E eis que a ansiedade começa a tomar conta de mim, só porque hoje vou (vamos, nós duas) apresentar um trabalho oralmente, esta coisa entra-se-me pelo organismo adentro…

quinta-feira, novembro 29, 2007

Carta de Amor


Querida Madalena:


Hoje fazem 3 anos que nasceste.

Que me tornaste uma pessoa feliz.

Que me mostraste que é possível amar incondicionalmente.

Que o simples facto de me abraçares torna tudo subjectivo.


Todos os dias penso no teu futuro. Penso no que gostaria que fosses. E tenho medo de não conseguir proporcionar-te isso. Tenho medo, inclusivamente, que cresças e que te confrontes com coisas, contra as quais eu não vou poder proteger-te.

Lembro-me que, ao fim de uma semana de nasceres, tive uma crise existencial. Porque não queria que crescesses. Queria-te ali pequenina. No meu colo e para sempre. No colo que vai estar sempre disponível para ti e por ti.

O que eu mais desejo é que sejas feliz. Acima de tudo. E acho que, até agora, alcancei o meu objectivo. Porque todos os dias, quando acordas, e enrolas os teus bracinhos à volta do meu pescoço e dizes "bom dia, mamã!" eu te sinto feliz.

Tenho uma data de coisas para te agradecer no entanto, a mais importante é o facto de teres feito de mim um Ser Humano melhor. E mais forte também. Porque quando existem seres como tu nas nossas vidas, tudo se torna subjectivo e mais fácil de resolver. Até as perdas que achavamos insuperáveis.


Por isso, meu amor, acima de tudo , quero que tenhas sempre presente, ao longo da tua vida, que eu vou amar-te incondicionalmente. No matter what...



Com amor,

Mãe

quarta-feira, novembro 28, 2007

Pelo próximo


Não há muita gente que leia este blog. Mas os que lêem, são pouco mas bons.

Como tal, resolvi deixar aqui um apelo de ajuda a quem tem muito menos que nós. Não porque o Natal se aproxima, mas porque entendo que devo fazer algo com sentido. Por isso, tenho andado a investigar e, existem uma série de intituições que, garantidamente, beneficiariam com a ajuda de todos.

A lista que apurei para já é:

- Refúgio Aboim Ascensão

- Lar Envagélico Baptista do Porto

- Aldeias SOS

- Centro Comunitário de Carcavelos


Podemos ajudar com inúmeras coisas desde comida, roupa ou dinheiro.Ou até apenas com a nossa presença em voluntariado.


Fico a aguardar notícias....

Já és quase uma menina crescida....


terça-feira, novembro 27, 2007

Geração Rasca

*Artigo de Nuno Markl - para a geração dos 30*
"A juventude de hoje, na faixa que vai até aos 20 anos, está perdida. E está perdida porque não conhece os grandes valores que orientaram os que hoje rondam os trinta. O grande choque, entre outros nessa conversa, foi quando lhe falei no Tom Sawyer. "Quem? ", perguntou ele.
Quem?! Ele não sabe quem é o Tom Sawyer! Meu Deus... Como é que ele consegue viver com ele mesmo? A própria música: "Tu que andas sempre descalço, TomSawyer, junto ao rio a passear, Tom Sawyer, mil amigos deixarás,aqui e além..." era para ele como o hino senegalês cantado em mandarim.Claro que depois dessa surpresa, ocorreu-me que provavelmente ele não conhece outros ícones da juventude de outrora. O D'Artacão, esse herói canídeo, que estava apaixonado por uma caniche; Sebastien et le Soleil,combatendo os terríveis Olmecs; Galáctica, que acalentava os sonhos dos jovens, com as suas naves triangulares; O Automan, com o seu Lamborghini que dava curvas a noventa graus; O mítico Homem da Atlântida, com oPatrick Duffy e as suas membranas no meio dos dedos; A Super Mulher, heroínaque nos prendia à televisão só para a ver mudar de roupa (era às voltas,lembram-se?); O Barco do Amor, que apesar de agora reposto na Sic Radical,não é a mesma coisa. Naquela altura era actual... E para acabar a lista, a mais clássica de todas as séries, e que marcou mais gente numa só geração :O Verão Azul. Ora bem, quem não conhece o Verão Azul merece morrer. Quem não chorou com a morte do velho Shanquete, não merece o ar que respira.Quem,meu Deus, não sabe assobiar a música do genérico, não anda cá a fazer nada.Depois há toda uma série de situações pelas quais estes jovens não passaram,o que os torna fracos: Ele nunca subiu a uma árvore! E pior, nunca caiu deuma. É um mole. Ele não viveu a sua infância a sonhar que um dia ia serduplo de cinema. Ele não se transformava num super-herói quando brincava comos amigos. Ele não fazia guerras de cartuchos, com os canudos que roubávamos nas obras e que depois personalizávamos.Aliás, para ele é inconcebível que se vá a uma obra. Ele nunca roubou chocolates no Pingo-Doce. O Bate-pé para ele é marcar o ritmo deuma canção.Confesso, senti-me velho...Esta juventude de hoje está a crescer à frente de um computador.Tudo bem,por mim estão na boa, mas é que se houver uma situação de perigo real, em que tenham de fugir de algum sítio ou de alguma catástrofe, elesvão ficar à toa, à procura do comando da Playstation e a gritar pela Lara Croft.Óbvio,nunca caíram quando eram mais novos. Nunca fizeram feridas, nunca andaram a fazer corridas de bicicleta uns contra os outros. Hoje, se um miúdo cai,está pelo menos dois dias no hospital, a levar pontos e fazer exames a possíveis infecções, e depois está dois meses em casa fazer tratamento a uma doença que lhe descobriram por ter caído. Doenças com nomes tipo"Moleculuminfanticus", que não existiam antigamente.No meu tempo, se um gajo dava um malho muitas vezes chamado de "terno" nem via se havia sangue, e se houvesse, não era nada que um bocado de terra espalhada por cima não estancasse.Eu hoje já nem vejo as mães virem à rua buscar os putos pelas orelhas,porque eles estavam a jogar à bola com os ténis novos. Um gajo na altura aprendia a viver com o perigo. Havia uma hipótese real de se entrar na droga, de se engravidar uma miúda com 14 anos, de apanharmos tétano num prego enferrujado, de se ser raptado quando se apanhava boleia para ir para a praia. E sabíamos viver com isso. Não estamos cá? Não somos até a geração que possivelmente atinge objectivos maiores com menos idade? E ainda nos chamavam geração "rasca"...Nós éramos mais a geração "à rasca", isso sim. Sempre à rascade dinheiro,sempre à rasca para passar de ano, sempre à rasca para entrar na universidade, sempre à rasca para tirar a carta, para o pai emprestar o carro. Agora não falta nada aos putos.Eu, para ter um mísero Spectrum 48K, tive que pedir à família toda para se juntar e para servir de presente de anos e Natal, tudo junto. Hoje, ele é Playstation, PC, telemóvel, portátil, Gameboy, tudo.Claro, pede-se a um chavalo de 14 anos para dar uma volta de bicicleta e ele pergunta onde é que se mete a moeda, ou quantos bytes de RAM tem aquela versão da bicicleta.Com tanta protecção que se quis dar à juventude de hoje, só se conseguiu que 8 em cada dez putos sejam cromos.Antes, só havia um cromo por turma. Era o totó de óculos, que levava porrada de todos, que não podia jogar à bola e que não tinha namoradas.É certo que depois veio a ser líder de algum partido, ou gerente de alguma empresa de computadores, mas não curtiu nada."(Nota: ...os chocolates não eram gamados no "Pingo Doce"... Ainda se chamava"Pão de Açúcar"!!!)"

Mas afinal quem é que manda aqui??


quinta-feira, novembro 22, 2007

Quem é quem?



E quem acertar, agente dá um prémio!!!! Nufs e Carlota

segunda-feira, novembro 19, 2007

Eu e a Celine

Não há nada como vir trabalhar, ligar o pc, ir ao Youtube e ouvir o "Immortality" da Celine Dion com os Bee Gees. É que, em boa verdade, eu não suporto a mulher. Mas gosto dos Bee Gees. E gosto da letra. Mas não gosto da gaja. É que não gosto mesmo. Todo aquele cenário lamechas me enjoa... e eu até sou lamechas. Vou pensar sobre isto. Talvez chegue a alguma conclusão sobre este tido de relações (entre mim e a Celine, claro).

domingo, novembro 18, 2007

Pronto, 'tá bem!

Eeeeeeeeehhhh Diacho!!! O que é que se passa aqui???????
Venho apenas dizer que, este fim de semana, ouvi a expressão do ano e encontro isto cheia de músicas e dedicatórias????? Menina Carlota Fernada, já vi que "arresulbeu" ser um membro como deve de ser deste GRANDE blog.

Bem, mas eu só vinha mesmo cá dizer que, a frase do ano é a seguinte:

" o gajo apanhou um bubedêrão medonho!" (isto com um sotaque ribatejano cerrado!)

Tenho dito!

sábado, novembro 17, 2007

quarta-feira, novembro 14, 2007

Esta música, hoje, não me sai da cabeça

Life is just a lonely highway
I'm out here on the open road
I'm old enough to see behind me
But young enough to feel my soul
I don't wanna lose you baby
And I don't wanna be alone
Don't wanna live my days without you
But for now I've got to be without you

I've got a pocket full of money
And pocket full of keys that have no bounds
But then I think of lovin
And I just can't get you off of my mind

Babe can't you see
That this is killing me
I don't want to push you baby
And I don't want you to be told
It's just that I can't breathe without you
Feel like I'm gonna lose control

I've got a pocket full of money oh yes I do
And a pocket full of keys that have no bounds
But when it comes to lovin'
I just can't get you off of my mind, yeaaah

Am I a fool to think that there's a little hope
Yeah yeahhhhhheee yeah
Tell me baby, yeah
What are the rules the reasons and the do's and don'ts
Yeah yeahhhhhheee yeah
Tell me baby tell me baby, yeah
What do you feel inside?

I've got a pocket full of money
And a pocket full of keys that have no bounds
Oh yeah
But when it comes down to lovin'
I just can't get you off of my mind, yeah
I just can't get you off of my mind, yeah.

terça-feira, novembro 13, 2007

A vida devia ser sempre assim. Calma e serena.


Praia das Maçãs, 10/11/2007

Isto é com certeza o princípio do fim

Uma bota de cada qualidade, eu trouxe calçada uma bota de CADA qualidade.
Isto não normal…………

Não sei se tenho vontade de rir se tenho vontade de chorar…é melhor rir.

segunda-feira, novembro 12, 2007

Excertos

A loucura de estudar para genética comportamental, dá origem a este tipo de dissertações:

"Gene mutante é o nome científico dado aos filhos do padeiro" ( A propósito da Carlota ser diferente das irmãs)

"O meu tumor cerebral é funcionário público! Só funciona de 2ª à 6ª" (Relativo à dor de cabeça que me dá cabo do SNC há mais de 15 dias!!!)

É a vida...

quinta-feira, novembro 08, 2007

Só para mulheres fenomenais

Tem sempre presente que a pele se enruga, o cabelo embranquece, os dias convertem-se em anos...
Mas o que é mais importante não muda;
A tua força e convicção não têm idade.
O teu espírito é como qualquer teia de aranha.

Atrás de cada linha de chegada, há uma de partida.
Atrás de cada conquista, vem um novo desafio.

Enquanto estiveres viva, sente-te viva.
Se sentes saudades do que fazias, volta a fazê-lo.
Não vivas de fotografias amarelecidas...
Continua, quando todos esperam que desistas.
Não deixes que enferruje o ferro que existe em ti.
Faz com que em vez de pena, te tenham respeito.
Quando não conseguires correr através dos anos,
Trota
Quando não consigas trotar, caminha.
Quando não consigas caminhar, usa uma bengala.
Mas nunca te detenhas!!!

Madre Teresa de Calcutá

quarta-feira, novembro 07, 2007

Idade do Gelo

está um bocadinho lento mas vale a pena ver


sempre que leio sobre informação patológica
esforço-me para não me identificar com nenhum dos sintomas.


sexta-feira, novembro 02, 2007

Ah??

"oh mãe, já acabaste de comer o cigarro para irmos brincar?" Madalena

Pois...está mesmo na hora de deixar de dar maus exexmplos à descendência...

quinta-feira, novembro 01, 2007

Tem dias..

Apetece-me escrever. Escrever tudo o que me vai na cabeça, na alma, na mente, no espírito ou lá o que lhe queiramos chamar. Apetece-me falar (sim Carlota, mais ainda) sobre tudo o que me afecta, me alegra, me rodeia, me identifico. No entanto, quando paro, chego à conclusão que todo este turbilhão de coisas esprimido não dá nada de jeito. Que sou só eu, once again, à procura de tudo e de nada. Que vou andar sempre assim. A eterna indecisa, que todos acham decidida.
Hoje foi um dia particularmente mau. Tive que ir ao cemitério. Sim, tive que ir, não porque que quisesse mas porque isso foi a vontade de alguém que me é muito importante. E, mais uma vez, confrontei-me com a perda irrecuperável de "alguéns" que já não voltam. Acho que foi isso que arruinou o meu dia. Aliás, quando reflicto sobre o assunto, da perda, concluo que quase tudo que nos preocupa é superficial. Que todos os problemas que temos comparados com estas perdas, não são nada. Passamos metade da vida a correr atrás do nada e a outra metade a lastimarmo-nos porque perdemos esse tempo. E de repente, acaba-se tudo. Do nada. E eu não quero viver na busca intermeninável de nada. Sou uma pessoa de intensidades. Tudo o que é muito light, rapidamente deixa de me interessar. O mais grave, é que eu tenho andado light. Faço porque sim, digo porque fica bem, etc. E eu não sou assim. Acho que, no fundo, é isso que me anda a chatear. Só que ainda não descobri a forma de dar a volta à situação, o que faz com que depois, nem eu própria me suporte. Ando irritada!

sexta-feira, outubro 26, 2007

nós...sempre tão juntinhas

Ia eu a passar, numa feira de artesanato e, eis que descubro esta pérola...

É

Estou cheia de frio.
Tenho uma p#$&% de uma dor de cabeça que não me passa.
Preciso de comprar um casaco novo.
Tenho 429 trabalhos para fazer.
Tenho que lavar o carro.
E prontos!
NÃO SE PASSA NADA NESTE MUNDO...

quarta-feira, outubro 24, 2007

Nostalgia

Estou um bocada seca, eu sei...
Mas, depois de ouvir e re-ouvir este musicol vezes sem conta, dou por mim a pensar que a vida importa pelas pequenas coisas que nos fazem sentir bem. E que, estupidamente, passamos metade da vida à procura do superflúo e outra metade a lamuriarmo-nos porque não encontramos. E quando damos por nós, ela passou-nos ao lado.

A música mai linda que já alguma vez ouvi

Chuva

As coisas vulgares que há na vida
Não deixam saudades
Só as lembranças que doem
Ou fazem sorrir

Há gente que fica na história
da história da gente
e outras de quem nem o nome
lembramos ouvir

São emoções que dão vida
à saudade que trago
Aquelas que tive contigo
e acabei por perder

Há dias que marcam a alma
e a vida da gente
e aquele em que tu me deixaste
não posso esquecer

A chuva molhava-me o rosto
Gelado e cansado
As ruas que a cidade tinha
Já eu percorrera

Ai... meu choro de moça perdida
gritava à cidade
que o fogo do amor sob chuva
há instantes morrera

A chuva ouviu e calou
meu segredo à cidade
E eis que ela bate no vidro
Trazendo a saudade


(É de Jorge Fernando e é cantada pela Mariza)

terça-feira, outubro 23, 2007

Amorar alguém

"eu amóro a minha mãe e o meu pai"
Madalena, 23/10/2007... pelo facto de eu lhe ter comprado 3 gomas.

segunda-feira, outubro 22, 2007

Protesto

Eu e o blog rosinha fizemos uma reunião ultra secreta para avaliarmos o peso que tem tido a tua ausência. Assim e pelos poderes que os meus cerca de 30,12%, deste blog, me conferem tenho a dizer que se não te tornas mais assídua, MAIS PRESENTE, teremos que considerar a hipótese de te expulsar deste espaço, já que para Cérebro do Engenho, não tens cerebrado muito ultimamente. Assim, deixa-me que te diga sem rodeios:

OU TU COMEÇAS A ESCREVER OU ENTÃO! (não me ocorre assim nada de muito mau, para te dizer, neste momento, mas depois digo-te o que te acontece, ok?

Assinado:

Vice-Presidente do blog rosinha – 30,12%
Blog Rosinha

segunda-feira, outubro 15, 2007

Racional vs Emocional

Racionalmente sei o que NÃO quero.
Emocionalmente nada faz sentido, às vezes.
Racionalmente sei que tudo passa, é só uma questão de tempo.
Emocionalmente tenho medo de ficar agarrada a uma lembrança.
Racionalmente sei que sou capaz de voltar a dar.
Emocionalmente tenho medo de ter congelado.
Racionalmente tenho consciência que tudo tem um fim.
Emocionalmente acho que já vivi demasiados finais.
Racionalmente sigo em frente.
Emocionalmente tenho tendência para voltar atrás.

RACIONALMENTE VOU MAS É APANHAR GAMBUZINOS QUE ISTO PASSA!
EMOCIONALMENTE SÓ ME APETECE FUGIR...

sábado, outubro 13, 2007

Des`ree - Kissing you

porque é que

O TEU PERFIL É MUITO MAIS VISITADO QUE O MEU?

PORQUÊ????

sexta-feira, outubro 05, 2007

Parques infantis

Descobri hoje, no decorrer de uma ida a um parque infantil para ver se Madalena descarregava as baterias, que estes locais sao autenticos viveiros de de familias monoparentais que se observam umas as outras, na tentativa de nao se sentirem diferentes das poucas familias tipicas que ainda sobrevivem. Vim de la muito mais feliz. Diria mesmo que me senti na moda!

Nota: A falta de alguns acentos nas palavras é culpa do teclado... nao é msn a mais. Juro!

quinta-feira, outubro 04, 2007

Feriado

A gerência deste blog deseja a todos os seus leitores um feliz feriado e um óptimo Natal.

Será...

.... na nova linguagem adoptada pelos sub-18, Pecikiateria e Pecikópatolojia ou Pexikiateria e Pexikópatlojia???

quarta-feira, setembro 26, 2007

falar do quê exactamente?

de mim? de ti?, ou é melhor falar de nós? talvez falar do outros, dos outros há sempre o que dizer, podemos falar do cabelo, da unhas, dos óculos novos que comprou, da roupa que usa, a combinação das cores, da forma como fala, mas falamos bem ou mal? de mim, de ti ou dos outros? dos que excluímos ou dos que incluímos? falar mal é constatar factos ou é inventar? dizer bem é realçar o que se gosta e fechar os olhos ao que não se gosta? falar dos olhos de alguém, da saudade, da insatisfação, da irritação, da alegria, do amor, da Madalena, do nosso carro, da música que cantamos, falar, falar, falar…não faço outra coisa que seja falar eu queria mesmo era encontrar…

A/c: Menina Carlota Fernanda - parte II

E ainda te digo mais, com tanta coisa que se passa neste país, como é que tu não arranjas 2 minutos para escreveres aqui qualquer coisinha e cumprires o teu dever de cidadã deste Portugal maravilhoso. Shame on you! Sim, porque eu dou-te as ideias, promovo a discussão contigo sobre os mais variados assuntos, mando-te mails a implorar-te que publiques as coisas no blog e tu, NADA!!! No fundo, está provado por A+B que eu sou o cérebro deste engenho e, como pessoa altruísta que sou, dei-te uma oportunidade para beberes da minha sabedoria.... mas tu, vá-se lá perceber porquê, não percebeste. É triste...

A/c: Menina Carlota Fernanda

Parece impossível, Carlota Fernanda, que deixes o teu blog chegar a este ponto de abandono. Devia fazer uma queixa tua...

Ass: Nufas Micaela

quinta-feira, setembro 13, 2007

Podia ser bem pior...

You are worth exactly $1,497,206

Descobri aqui:
www.humanforsale.com

quarta-feira, setembro 12, 2007

domingo, setembro 09, 2007

Parabéns

Querida Avózinha:

És Grande! Um Ser Humano excepcional!

sábado, setembro 08, 2007


amores proibidos, amores escondidos...

quinta-feira, setembro 06, 2007

Reentrée

Estamos a prepara-la...por isso andamos caladinhas.

quarta-feira, setembro 05, 2007

Coisas para dizer

Era suposto eu ter qualquer coisa para dizer. Parece que não tenho. Mas gostava muito.

domingo, agosto 26, 2007

quarta-feira, agosto 22, 2007

É isso


Para além da varicela, do nó da garganta e da falta de vontade para as coisas básicas do quotidiano, não há nada de novo...

sexta-feira, agosto 17, 2007

Vou de Férias!


Voltarei em Setembro!

quarta-feira, agosto 15, 2007

Blue - Breathe Easy

Esta é melechas, melechas...

terça-feira, agosto 14, 2007

Burbujas de amor

Do que eu me havia de lembrar!!!

PS: Vês Carlota, eu cá assumo so meus gostos musicais.. não sou como tu que andas sempre a cantar Mónica Sintra e depois dizes que é mentira...

quarta-feira, agosto 08, 2007

Peixes

Ouvi dizer que os peixes têm uma memória de 3 segundos.
Às vezes, gostava de ser um peixe.

domingo, agosto 05, 2007

last night p.diddy ft keyshia cole

O dia ÁDE chegar

As autoras deste blog estão em alta...é que estão mesmo!!!
Xa lá melheri, depois da tempestade vem sempre a bonança. Believe me!
E depois, ninguém nos agarra. Essa é que é essa!

sábado, agosto 04, 2007

ás vezes só me apetece sair de mim "pópria" e deslárgar-me a correr...

quem sabe até onde...

quinta-feira, agosto 02, 2007

...

ai, ai...

terça-feira, julho 31, 2007

Oops!

Uma da manhã, HEY, vem com duas da manhã, HEY...


Foi um breve momento de lócura, a emissão prossegue dentro de minutos....

Revi


E voltei a chorar que eu sei lá!!!!

segunda-feira, julho 30, 2007

Dias Cinzentos

Apetece-me mudar. Não sei bem o quê mas apetece-me. Talvez mudar de cabelo, de casa, de carro. Mas qando me ponho a pensar chego à conclusão que mudei isso tudo nos últimos três meses e continuei exactamente com o mesmo sentimento de vazio. Talvez se mudar de pessoas, de formas de agir, de vida até (cá vem a minha veia fatalista) resolvo este vazio interior que tem dias que me parece tão grande que até me esqueço de ver as coisas boas que existem à minha volta. É, hoje estou num dia desses. Apesar do sol brilhar que se farta, tudo me parece cinzento e sem piada. Tudo corre mal. Todos me desapontam. Todos os meus medos vêm ao cimo. E falta-me a vontade de dar a volta por cima. Torno-me egoísta e chata. Mas o que fazer??? Não encontro a resposta apesar de saber que ela está em mim. Por mais que a procure ela parece que foge a toda a hora. E torno-me cizenta também. E cada vez mais alheia ao que me rodeia. Sem grande vontade de ter ou ser. Só me ocorre dizer: Sometimes, life sucks....

quinta-feira, julho 26, 2007

Aaaaaahhhhh

Gosto tanto do calor!

TAJ MAHAL


O Taj Mahal é um mausoléu situado em Agra (Índia).
Este monumento de mármore branco é incrustado de pedras semipreciosas e a cúpula é costurada com fios de ouro.
Foi mandado construir pelo imperador Shah Jahan (1630-1652) em memória da esposa favorita Aryumand Banu Begam a quem chamava de Muntaz Mahal que significa a jóia do palácio.
Aryumand Banu Begam morreu depois de dar à luz o 14º filho, o Taj Mahal foi construído sob o seu túmulo junto ao rio Yamuna.
Apesar da sua opulência o Taj Mahal é um gigantesco mausoléu e não um palácio, ao contrário do que muitos pensam.
Diz a lenda que quem o visita consegue encontrar o verdadeiro amor e fica com ele até à morte.
É agora uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno.

Encontrar o amor verdadeiro custa à volta de 1.509 € (c/ taxas) e demora mais ou menos oito dias.

terça-feira, julho 24, 2007

Só para informar

Bem.... parece que fomos nomeadas. Que grande responsabilidade.

Era...


domingo, julho 22, 2007

COMUNICADO DE ULTIMA HORA

Exmos. Srs. Quase Inexistentes Leitores deste Bolg:

Venho, por este meio pedir-vos o grande favor de desconsiderarem todos os posts, por mim escritos, no período compreendido entre 19 e 20 de Julho do corrente. A razão de ser dos mesmos prende-se com o facto de eu ter tido uma recaída na toxicodependência nomedamente, ao nível dos alucinógeneos. A culpa foi da minha mãe que fez bifes com cogumelos.
Eternamente grata,

Eu



PS: Obrigada Carlota, por me teres levado, ontem, ao hospital para me fazerem uma lavagem ao estomâgo e hemodiálise. Prometo que quando acontecer contigo eu farei exactamente o mesmo e também te seguro na mão durante o processo.

sábado, julho 21, 2007

sexta-feira, julho 20, 2007

Rest in peace

You´re dead Mr. G.. Rest in peace.

Resposta

Querida Carlota,

Em resposta ao teu inesperado momento bloguiano,quero dizer-te que concordo piamente com tudo o que dissestes. Se bem que, às vezes não era mau ficar em casa só a preocupar-me com o ponto de cruz e o refogado. Tinhamos era uma problema: não sei cozinhar e menos ainda fazer ponto de cruz. Hã? como é que me casei sem saber fazer essas duas coisas? Epa... foi fácil. Tenho BUEDA CÓLIDADES. Uma delas é saber exactamente o que não quero. E embora, às vezes, a auto estima me desça abaixo do nível do mar, no geral até tenho uma certa piada. E, dizem também, que sou gira. É verdade.
Tou triste....

Auto-Punição!


Cada roca tem o seu fuso!

Depois de ler o monólogo de uma mulher moderna e reflectir sobre o exposto, tenho de discordar com algumas coisas. Eu não gostava de voltar ao tempo da minha avó! Passar o dia a bordar, a trocar receitas e com as amigas, isso não acontecia, pelo menos com a minha avó! O dia era mais: levantar às 04h da manhã, ordenhar as vacas, acordar os miúdos e irem todos para o campo para a apanha de qualquer coisa que estivesse pronta para ser apanhada, os momentos altos do dia eram a hora do almoço em que todos se sentavam e conversavam sobre o tempo e as vizinhas e à noite quando todos se sentavam em volta da lareira e comiam à luz de velas! Bela visão! Eu nasci no tempo certo! Como é que nós se tivéssemos a vida das nossas avós iríamos apreciar coisas como as telenovelas (não haviam, porque as mulheres não trabalhavam, se houvesse só com homens), a pílula (para quê?), passear (sair de casa? atão, se não sabemos ler, não tiramos a carta, sem isso não se conduz, íamos a pé? tínhamos ordem para sair?). A Internet, para quê? (eu nem sei ler, como vou usar um computador? modernices!) Haja panelas e comida e casa para esfregar e tanque para lavar a roupa, bordados e receitas (blheag).

Benditas rebeldes feministas que apareceram em boa hora e que deram às mulheres a oportunidade de também elas poderem aprender a ler, conduzir, muito importante: ter amigos homens sem que isso faça delas umas desvairadas, levianas. Porque no tempo das nossas avós (pelo menos a minha) os homens podiam, mas para as mulheres era “puribido” de “puribição”, até porque nunca se tinha muito tempo, tinha de se tratar da casa, do marido e dos filhos (geralmente à volta de cinco) ainda por cima não havia televisão e no fim o homem ainda saia à noite para ir à taberna beber um copo com os colegas e depois voltava e ai de que alguma coisa não estivesse como queria, catraz.

Eu não me contento apenas com a cozinha, a tábua de passar a ferro e o belo do avental! Gosto muito de trabalhar, de ter amigos, de ter ambições ao nível da realização pessoal (refiro-me ao sucesso profissional), de poder estudar em qualquer escola, tirar o curso que me apetecer, ter telemóvel e acima de tudo sentir que de alguma forma sou respeitada (embora em algumas situações o respeito não surja como o idealizamos), essas coisas todas que uma mulher gosta, claro que esta é a minha opinião, mas não a de todas as mulheres.

Bendita Marquesa de Condorcet, que lutou pela educação feminina;
Bendita Mary Wollstonecraft que escreveu sobre a reivindicação dos direitos da mulher, onde defendia uma educação para que aproveitassem o seu potencial humano;
Bendita Marie Curie que ganhou o Prémio Nobel da Físca pelas investigações sobre os fenómenos da radiação (olha se ela estivesse em casa a cuidar do marido, não utilizava toda a sua inteligência, talvez fizesse grandes cozinhados, nunca se sabe).

Atenção, não confundir as minhas palavras com feminismo excessivo porque não se trata disso, apenas estou a constatar factos de grande evolução!

Claro que nem tudo são rosas e maravilhas, existem desvantagens, e aí tenho de concordar com a escritora do monólogo, os homens afastam-se mais de nós, e os relacionamentos tornam-se, infelizmente, guerras de força! Afinal quem manda!? (guerra estúpida). Eles sentem admiração por mulheres independentes e inteligentes, mas não conseguem viver com elas (não generalizando) mas que há casos assim há! Depois há a merda das exigências da sociedade em que a mulher tem de ser uma linda borboleta e não um bichinho da seda. Se bem que antigamente a mulher tinha de andar lavadinha e perfumada para quando o marido chegasse a casa olhasse para ela (mesmo que não tomasse banho não fazia mal) e tivessem um serão à volta da lareira em harmonia, até ele ir para a taberna.

Mas como isto de mulher moderna e independente é muito recente e como em todas as coisas, há que alinhavar umas quantas questões para deixarmos de ser as super-mulheres em que nos tornámos (vida domestica vs vida profissional).

Já conseguimos muitas coisas! Agora, na maioria das vezes, já não nos dão ordens, pedem, dizem coisas como: por favor e obrigado substituindo-as por JÁ e DEMORA MUITO!

Em suma: tudo isto para dizer que não tenho mesmo feitio para ser apenas uma mulher que trata da casa, dos filhos e do marido. E com isto não me sinto minimamente idiota!

It's life

e aqui está esta enorme besta a olhar para um monitor...

quinta-feira, julho 19, 2007

Nicolau e Rudolfo

Nem sei por onde começar. O turbilhão de emoções é tão grande que o peito vai explodir. Se me oferecessem uma anestesiazinha geral era capaz de aceitar. Se bem que estou mais ou menos anestesiada.E f"#!$%&/&% também. Comigo própria. Por achar, ainda, que o Nicolau vem da Lapónia num trenó e tem uma rena chamada Rudolfo. Bem que eu hoje poderia ser uma rena. Ou uma cobra. Venenosa, de preferência. Aliás, mais ser rastejante do que o me sinto é, de todo, impossível.A expressão "o que não nos mata torna-nos mais fortes" não se aplica.De maneira nenhuma. Hoje é o dia do " o que não nos desgraça de vez e nos faz abrir os olhos, trucida-nos as entranhas lentamente". É verdade. Estou numa de auto comiseração. Mas também tenho direito. Estou sempre lá, para tudo e todos, para dizer umas piadas e fazer de palhaço da festa. E hoje??? Quem está cá para me fazer rir? No one... I am alone on the cross road. É isso. Que vai cá dentro. Parece que afinal fui eu quem levou com o TIR. E de frente. E ele vinha a uma velocidade vertiginosa. E depois, sou injusta. INJUSTA???? Injusta não. Mas camela e acefala, talvez. Sim, acefala é o termo certo. Descerebrada, may be. E parola. Afinal cheguei ontem da Lourinhã. Vim de expresso. Expressamente para a estupidez. Que é o mínimo. Também... era expectável, querida. Só tu é que não chegaste lá... E sim, continua com o Youtube aberto a ouvir musicol de fazer chorar as pedras da calçada e não, não tomes um Xanax 3000 mg, não te assoes e não limpes a cara que não é necessário. Continua assim. E vais ver que só custa a primeira. A seguir já é normal e até se torna necessário. E até vais gostar de ouvir a frase "não te quero fazer sofrer". Sim, porque ninguém gosta de ver os outros sofrerem. Ninguém mesmo. Só eu própria é que gosto. De me fazer sofrer. E de me sentar todos os anos na chaminé à espera do Santa Claus e da rena...Um dia, garantidamente, eles hão-de chegar.

iris goo goo dolls

Enfim...

I´m so fucking Bridget...

quarta-feira, julho 18, 2007

The mermaid Beyonce Knowles singing Dangerously in Love

Gato Fedorento - Gorda Mesmo Gorda

Dias da semana e personalidade

Descobri, recentemente, que tenho, pelo menos, sete personalidades!!!Isto é, de acordo com o dia em que estou. O que não é mau de todo. Isso até faz de mim uma pessoa, ainda mais, polivalente, gira, simpática, interessante... bem, isso tudo já se sabe!!! Mas, analisando a coisa friamente,constatei o seguinte:
Segunda Feira: Sou o ser mais profissional que existe. O e mais bruto também... Chego, inclusivamente, ao extremo de pedir favores e agir como se fosse ao contrário.
Terça Feira: Sou supé dondoca. Por norma, antes de chegar ao trabalho, passo pelo CascaisShopping. Compro qualquer coisita. Fico radiante da vida. Regra geral, arrasto o chefe comigo, que é minha mãe, por acaso e, tudo corre menos mal. Também vou ao cabeleireiro a horas em que deveria estar a trabalhar. E à depilação. E pôr o carro a lavar.
Quarta Feira: É um dia muito mau. Nunca me apetece fazer nada. Mas é que nada mesmo.Sou da espécie parasita. Acordo sempre atrasada, levo a minha filha à escola a horas que não lembram a ninguém. Arrasto-me, faço um esforço descomunal para usar o cérebro. Às vezes consigo. Outras nem por isso.
Quinta Feira: Volto a ser profissional. Mas com um "quê" de autoritário... Quero tudo feito já e agora. Não sou tolerante. Nem me esforço para. Anda tudo a voar à minha volta, incluindo eu própria às vezes. É dos dias em que mais produzo por hora.
Sexta Feira: Sou light. Aliás, tudo em mim é light. Como, conduzo, gosto, mando, peço, faço, dou, etc., de forma light.É tudo superficial.
Sábado: Sou doméstica. E gosto de o ser. Tenho uma relação perfeita com o aspirador, o pano do pó, a vaporetta e a máquina de lavar. Só não uso um lencinho e um avental porque ainda ninguém me ofereceu no Natal. Mas gostava.
Domingo: Encarno um vegetal. Talvez uma beringela. Vegeto imenso por toda a parte. Em casa dos outros, na minha casa, no carro, na banheira, no sofá, na praia, onde calhar. Normalmente, o cérebro fica na casa de banho dentro de um frasquinho. Rio-me muito, muitas vezes sem saber porquê.

...this is me... é quarta feira...

segunda-feira, julho 16, 2007

Acabou-se

A p#$%& da mudança de casa!

E acabaram-se as minhas costas também!

Need to see a doctor...please!

Oleta Adams - Get Here

domingo, julho 15, 2007

Pois...

Não sei porquê. Mas gosto. Gosto dos teus olhos. Da tua voz. Das tuas piadas e das tuas fraquezas. Daquilo que me dizes. Da tua determinação indeterminada. Da maneira como me observas. Da tua insegurança e do teu medo. Do teu cheiro e das tuas mãos. É verdade sim, eu gosto. Gosto de ti...e não devia. Mas gosto. E todos os dias me questiono porquê.

sexta-feira, julho 13, 2007

Papas na Lingua- Eu sei

Fónex!!!!

Mas será que a M****** das mudanças nunca mais acabam???? Tou fatinha, fartinha de mudar coisas, de arrumar, de rever coisas que não queria, de deitar fora o que já não faz sentido! FONÉX!!!! Uma gaja não pode ter descanso??? Não???
Pra semana, vou para um SPA e ninguém, mas ninguém mesmo, me tira de lá sem um tratamento completo... incluindo um gajo a massajar-me os pés! ( mas não um gajo qualquer, como é óvio!!!!)
Mudando de assunto, é momento para dar os PARABÉNS à minha querida mamã.... ela é especial... porque pôs no mundo este adorável ser que é moi même...


Vou continuar a mudar de casa....

quinta-feira, julho 12, 2007

Ai cinderela... como eu te detesto....

"Cada lugar teu"
Mafalda Veiga



Sei de cor cada lugar teu
atado em mim, a cada lugar meu
tento entender o rumo que a vida nos faz tomar
tento esquecer a mágoa
guardar só o que é bom de guardar

Pensa em mim protege o que eu te dou
Eu penso em ti e dou-te o que de melhor eu sou
sem ter defesas que me façam falhar
nesse lugar mais dentro
onde só chega quem não tem medo de naufragar

Fica em mim que hoje o tempo dói
como se arrancassem tudo o que já foi
e até o que virá e até o que eu sonhei
diz-me que vais guardar e abraçar
tudo o que eu te dei

Mesmo que a vida mude os nossos sentidos
e o mundo nos leve pra longe de nós
que um dia o tempo pareça perdido
tudo se desfaça num gesto só
Eu vou guardar cada lugar teu

Ancorado em cada lugar meu
e hoje apenas isso me faz acreditar
que eu vou chegar contigo
onde só chega quem não tem medo de naufragar

quarta-feira, julho 11, 2007

Acabei de apagar o post que escrevi. Não me apetece mais ter pena de mim própria. De dizer e pensar lamechices. Tá na hora de acordar para a vida e dar a volta ao que não me agrada. Tou fartinha de me deitar a pensar que, coitadinha de mim, a vida trocou-me as voltas. Não, não trocou. Pelo contrário, como alguém me disse, a vida acertou-se. Só isso. E eu vou aproveitar. Senão, ela continua a passar-me ao lado... e eu a vê-la...Não!!!!!!!!!!!!!!!!! Que me desculpem os meus 700 fãs! Mas vou mudar e I'll Be Back Soon...
BJS


OBS: e só por causa disto tudo, vou à Gant fazer umas comprinhas. Fui!

domingo, julho 08, 2007

Continua....

o estado depressivo deste blog...
não se gosta de ninguém nem de nada.
não se faz nada nem há nada para fazer.
não se apanha sol.
não se acabam as mudanças.
não se acabam as burocracias.
não se diz nada de interessante e, pior ainda, não se ouve nada de novo.
NÃO SE PASSA NADA NESTA VIDA!ALIÁS, PASSA-SE, MAS LIGEIRAMENTE MAIS AO LADO!

sexta-feira, julho 06, 2007

É verdade

Este blog está deprimido.

domingo, julho 01, 2007

Dias de acção

Mais um dia cheio de acção: acordar, acordar a filha, tomarmos banho, vestir, almoçar, festa da escola, chegar a casa, tomar banho de novo, jantar, adormecer a filha e, a parte melhor, vegetar em frente ao pc a ler o horóscopo... Que canseira! A minha vida é hilariante. HUMPF!

sábado, junho 30, 2007

tragam-me já as gotas faxavor!

Como tempo, agora, é coisa que não me falta, tenho dado muitas voltas na internet. E tenho visto coisas incríveis, pelo menos para mim. Hoje, por exemplo andava eu a passear no site do Clix quando encontro uma secção que se chama "sexappeal"... Como a curiosidade matou o gato, fui ver... e nem queria acreditar!!! São fotos de machos e fêmeas, em que outros machos e fêmeas votam e até elegem o Mr. e a Miss do mês!!! Mais, está lá tudo: a idade, o estado civil, as fotos e ATÉ a disponibilidade para "amar" (LOL, LOL)!!! Já para não falar das fotos hilariantes e dos nicks...por exemplo, "doceveneno" (apetece-me perguntar: 605 forte ou outro qualquer?) ou então o "darksummer", do qual também gosto muito.
Chamem-me retrógada. Não. Até porque tenho um blog, um hi5, um msn, etc.... logo não tenho qualquer intuito de me esconder. Mas bolas!!!! Daí a expor-me tipo peça de carne no talho??? Andarão assim pessoas tão deseperadas por qualquer coisa ao ponto de se "disponibilizarem" num site? De quererem que votem nelas? Epá, eu já sabia que existia muita coisa deste tipo, se bem que nunca me tinha dado ao trabalho de investigar mas, não posso negar, ACHO DECADENTE!

Bem, mas visto que deve resultar e o facto de algumas pessoas acharem que eu ando deseperada, cá vai:

Nome: Fabia Micaela - Nickname: Fofuxa_da_Brandoa
Idade: 29
Estado Civil: Desborciada de fresco
Disponibilidade: TOTAL
E-mail: fabinha_fofuxa@comemesefaxavor.com
Altura: 1,65 cm
Peso: 50 Kgs
Medidas: 86-60-86
Handicaps: Uma filha pa criári
Gostava de conhecer: Epá... Gajos! Muitos Gajos! E daqueles memo bons, cheios da musculos e que me chamem "nininha", de preferência. Ah e já agora que que adorem Kisomba e Reaggeton!


Eu sei que uma senhora não diz estas coisa, mas eu não aguento:
DASSE!

Este blog também tem dias tristes

Childhood living is easy to do
The things you wanted I bought them for you
Graceless lady you know who I am
You know I cant let you slide through my hands
Wild horses couldnt drag me away
Wild, wild horses, couldnt drag me away
I watched you suffer a dull aching pain
Now you decided to show me the same
No sweeping exits or offstage lines
Could make me feel bitter or treat you unkind
Wild horses couldnt drag me away
Wild, wild horses, couldnt drag me away
I know I dreamed you a sin and a lie
I have my freedom but I dont have much time
Faith has been broken, tears must be cried
Lets do some living after we die
Wild horses couldnt drag me away
Wild, wild horses, well ride them some day
Wild horses couldnt drag me away
Wild, wild horses, well ride them some day

sexta-feira, junho 29, 2007

Sou Feliz!!!

Tipo de Mãe

Resultado : 39

Super Mãe


Gosta de ver o seu filho ou filha crescer e seguir o seu rumo. A experiência de ser mãe fascina-a. Todos os dias são repletos de surpresas, progressos e emoções. Gosta de lhe dar liberdade, mas ao mesmo tempo controla a criança de modo a que não surjam problemas de maior. Quer criar um adulto confiante, independente e sonhador. O seu lema é: “as pessoas aprendem com os próprios erros”. Corre o perigo de se sentir obrigada a abafar algumas emoções para não o ou a sobrecarregar. Parece estar em sincronia com o desenvolvimento do seu filho ou filha.

quinta-feira, junho 28, 2007

Conclusão tardia

Ninguém, a não sermos nós, lê este blog.
Era suposto e ficar muito triste, eu sei. A questão, é que este piqueno canto funciona quase como um psicologo ónelaine, onde nós escrevemos o que nos passa pela cabeça, quer seja bom ou mau.É onde muitas vezes extravasamos o que nos vai na alma (e às vezes, até no corpinho), sabendo à partida, que ninguém vai criticar ou mesmo comentar. Falamos (ainda mais) uma com a outra, deixamos as nossas piadolas marcadas e até nos rimos a ler o que escrevemos. Conhecemos pessoas e algumas até intressantes. Mandamos bocas. Contestamos o que não nos agrada.
E por tudo isto, temos pena mas, O BLOG VAI CONTINUAR!

Para para mais tarde recordar....

Frases que farão história:

"Eles querem é ferros e bebes"
"Estava eu a chorar às gargalhadas"
"Você gostava de saber que sabe"
"Não tenho outra pessoa" vulgo não tenho outra opção

E por aí fora..

O ataque de riso que se instaurou só para pedir um descafeinado num requintado restaurante lisboeta e da garrafa de vinho e dos brindes e da maldicência toda....

Tu teres ficado à porta de casa, cheia de chichi, com a semi-bubadeira a passar e sem chave para entrar...

Eu ter aberto a janela de trás para pagar a portagem e ainda olhar para o senhor com ar mais incrédulo do mundo!

Os meus ataques de choro alternados com os de riso...

O Mr. T fugir de mim a 7000 pés com medo que eu o viole logo ali assim sem mais nem menos.

As previsões dos astros e a nova linha de psicoastrologia da qual tu vais ser a mãe e de quem os alunos se vão rir no século XXII (depois de tu estares já toda comida pelos bichos mas mantendo o glamour, claro!) mas no entanto, serão obrigados a saber a matéria....


O suborno feito ao Tomás para nos imprimir a m***** dos dados do spss


O reacção do pressorzinho a esse suborno


O pressorinho ver através de ti


O ogre fugir, também, de mim


A dead line para estudarmos para o exame de Linguagem


E muito, muito mais!!!


E já agora, tal como tinhamos decidido, cá vai a pérola musical da semana:


Comunhão de Bens

Ágata

Vais-te embora,
Podes levar o que pertence a ti
Vais-te embora,
Podes levar o que pertence a mim
Vai-te embora,
Leva contigo o que te apetecer
Vai-te embora,
Mas deixa a minha razão de viver
Não me leves a coisa mais querida
Que nos pertence em partes iguais
Nosso filho a quem eu dei a vida
E é de mim que ele precisa mais.
(Refrão)
Podes ficar com as jóias, o carro e a casa
Mas não fiques com ele.
E até as contas do banco, e a casa de campo,
Mas não fiques com ele.
Podes ficar com o resto e dizer que eu não presto,
Mas não fiques com ele.
Tira-me tudo na vida, e o mais que consigas,
Mas não fiques com ele.
Vais-te embora,
Podes levar daqui tudo o que houver
Vais-te embora
Eu nem partilhas vou querer fazer
Vai-te embora,
Leva o que tinhas e o que hoje tens
Vai-te embora,
Até prescindo a comunhão de bens
Mas nao leves essa coisa mais querida
Que é dos dois
Não posso negar
Mas fui eu quem lhe deu mais na vida
E é comigo que ele quer estar
Refrão(3x)

E portantos, é por estas e por outras, alaber, que nós SAMOS FELIZES!!!!

terça-feira, junho 26, 2007

E se?

De repente, o mundo se vira ao contrário?
A vida dá uma volta de 180º?
As perguntas não têm resposta?
Tudo sai do lugar?
A cabeça tenta explodir?
A rotina não faz mais sentido?
A monotonia irrita?
O amor expira?
O coração encerra para a balanço?
A alma grita em silêncio?

quinta-feira, junho 21, 2007

É só para informar os "xôres" leitores

Que 50% da gerência deste bulogue vai de vacaciones.Como os outros 50% andam em baixo de forma e, probábelmente, não irão escrever nada, achei por bem avisar os nossos milhões de leitores, os quais as vidas não fazem sentido sem estes posts.
Informo também que a informação sobre o estado do tempo não vai continuar (começou ontem a ser publicada) pois, não estão reunidas as condições, ou seja, tenho mesmo que trabalhar e portantos, não posso andar a publicar o tempo assim a toda a hora.


Meus queridos,

Beijos, beijos!!!

quarta-feira, junho 20, 2007

Tempo

Continente


4ª Feira, 20 de Junho de 2007

Regiões do Norte e Centro:Céu geralmente muito nublado, diminuindo de nebulosidade para ofinal do dia, a sul do sistema montanhoso Montejunto-Estrela.Aguaceiros, mais frequentes no Minho e Douro Litoral.Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) do quadrante oeste,soprando temporariamente moderado (20 a 30 km/h) nas terras altase no litoral a sul do Cabo Carvoeiro durante a tarde.Pequena subida da temperatura nas regiões do interior Centro.Regiões do Sul:Períodos de céu muito nublado, tornando-se pouco nublado apartir do final da tarde.Vento de noroeste em geral fraco (10 a 20 km/h), soprandomoderado (25 a 35 km/h) durante a tarde no litoral oeste, sendode sudoeste no Sotavento Algarvio.Pequena subida da temperatura nas regiões do interior.ESTADO DO MARCosta Ocidental:Ondas de oeste com 1,5 a 2 m.Temperatura da água do mar: 18/19 ºCCosta Sul:Ondas de sudoeste com 0,5 a 1 m.Temperatura da água do mar: 19 ºCTEMPERATURAS MÁXIMAS PREVISTAS:PORTO - 20 ºCLISBOA - 23 ºCFARO - 24 ºC

5ª Feira, 21 de Junho de 2007

Céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de muito nubladoa norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela onde poderãoocorrer aguaceiros fracos.Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de noroeste, soprandomoderado a forte (25 a 40 km/h) a partir da tarde no litoral a suldo Cabo da Roca.Neblina ou nevoeiro matinal.ESTADO DO MARCosta Ocidental: Ondas de noroeste com 2 m.Temperatura da água do mar: 18/19ºCCosta Sul: Ondas de sudoeste com 1 metro.Temperatura da água do mar: 19ºC


6ª Feira, 22 de Junho de 2007

Céu pouco nublado ou limpo, temporariamente muito nublado nolitoral das regiões do Norte.Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de norte, soprandotemporariamente moderado a forte (25 a 40 km/h) no litoral oestee nas terras altas.Pequena subida da temperatura máxima, mais significativa nasregiões do interior.Neblina ou nevoeiro matinal.


Sábado, 23 de Junho de 2007

Céu em geral limpo.Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) predominando de nordeste,soprando moderado a forte (30 a 45 km/h) nas terras altas e nolitoral oeste.Subida da temperatura, em especial da máxima.

É que não me apetece




...fazer nadinha.


Só me apetece deitar-me de papo pró ar e pôr o cérebro num frasquinho de formol. E logo hoje que eu tenho tanta coisa para fazer.

Mr. T

Episódio 1:

Prof.: Oh Ana, isto 'tá mal...você tem que ir para a educação para adultos...
Ana: Mal.. oh "perssor", mal como?
Prof: Então, isto dá 42??
Ana: Ahhhh..pois... 'pere lá, deixe-me apagar. Pronto já está,43.
Prof: oh Ana, como é que você sabe que isto dá 91?!
Ana: então.... vi na tabela...oh Carlota, a tabela?? Aquela... ( trocas de olhares... sinais com os olhos, com o queixo e tudo o que está disponível na face do ser humano para ser usado sem o recurso à linguagem oral...)
Carlota: Tabela?... Deve ser esta, esta! (novamente o uso da paralinguistica)
Prof: Isto está mal! isto é 11 e não 12.... tem que fazer de novo.
Ana: Fazer de novo?????? humpf! 'tá bem. Posso entregar amanhã?
Prof: DESAPAREÇA DAQUI!!! Dê cá isso e DESAPAREÇA!
Ana: errrr... então e amanhã mostro-lhe é?
Prof: Ana: Tem 10? ok? agora desapareça daqui!

Episódio 2:

Ana: Oh "pressor", o ano passado perguntei ao "pressor" M. o que significa sonhar com cobras... é que este sonho é recorrente. E ele mandou-me começar a minha análise.
Prof:pois...(risos) secalhar....
Ana: mas significa o quê?
Prof: A cobra é um objecto fálico... então....
Ana: (corada até às orelhas).... oh "pressor"....
Prof: Não lhe vou dizer...
Ana: pronto. ok
"pressor" a olhar para o lado, a rir-se.... Ana a ver os passarinhos e à procura de um buraquinho....Carlota a CURTIR a cena!!!!!


ai, ai .... Mr. T....

terça-feira, junho 19, 2007

Shakira tour pies descalzos- Antologia

Querida Carlota:



Depois deste mail:


"porque é que não atendes os cuaralho do telefone, ãh??? estou preocupada porque ontem vi uma notícia no telejornal a dizer que uma jovem de 29 anos tinha sido encontrada sem vida depois de fazer aquela merda que foste fazer no sábado, por coincidência das coincidências tu foste no sábado fazer essa merda!!! E eu estive ontem com o coração apertado sem saber se estavas bem!!!! Claro que já saiu uma notícia com a foto de familiares da jovem e fiquei mais descansada, mas não atendes o cuaralho do telefone e só vou descansar quando te ouvir dizer: "não há vagas para malucos" AGUARDO!!! Carlota"




só posso dizer-te OBRIGADA! OBRIGADA por me fazeres sentir alguém tão especial na vida de outro alguém. E retribuir.
PS: E os leitores, desculpam, com certeza, a quantidade de "cuaralhos".. afinal tu estavas nervosa porque não sabias o que seria a tua vida sem mim...eu sei, querida, eu sei. Já passou.

segunda-feira, junho 18, 2007

Primeira vez

Venho partilhar com os inúmeros e imaginários leitores deste blog que no sábado me aventurei , pela primeira vez, pela Ria de Aveiro a dentro, num caiaque, qual "paiagadora" experiente, debaixo de uma chuva torrencial.... Pagaiei com todas as forças que tinha nos braços. Aguentei aquela tempestade com uma serenidade atípica na minha pessoa. E mesmo, sem ver um boi à frente, fui das poucas que não desistiu e continuou o percurso até o monitor considerar que não existiam mais condições!!!!
Estou espantada com a minha alteração de personalidade no que toca a limites.... Um dia destes cometo uma loucura. E ando de avião.

Isto é no que dá acordar lamechas!

"Antologia"
Shakira

para amarte necesito una razon
y es dificil creer que no exista
una mas que este amor
sobra tanto dentro
de este corazon
que a pesar de que dicen
que los anos son sabios
todavia se siente el dolor
porque todo el tiempo
que pase junto a ti
dejo tejido su hilo dentro de mi
y aprendi a quitarle al tiempo
los segundos tu mi hiciste
ver el cielo aun mas profundo junto
a ti creo que aumente mas de
3 kilos con tus tantos
dulces besos repartidos
dessarollaste mi sentido
del olfato y fue por ti que
aprendi a querer los gatos
despegaste del cemento
mis zapatos para escapar
los dos volando un rato.
pero olvidaste una final
instruccion porque aun
no se como vivir sin tu amor
y descubri lo que
significa una rosa
me ensenaste decir
mentiras piadosas
para poder a vertea horas no adecuadas
y a reemplazar palabras
por miradas
y fue por ti que escribi mas
de 100 canciones
y hasta perdone tu se
qui
vocaciones
y conoci mas de mil formas de besar
y fue por ti que descrubi
lo que es amar
lo que es amar...

quinta-feira, junho 14, 2007

Ainda bem!

... que existem na minha vida mais coisas agradáveis que desagradáveis. Que existe uma Madalena que me faz sentir feliz todos os dias. Que existe uma Carlota que me faz rir e que canta comigo, histéricamente e com direito a coreografia, o "Irreplaceable". Que existe uma Maiga que, por muito longe que esteja, sente quando eu preciso dela e que me abraça, só, sem falar. Que existem algumas pessoas muito importantes na minha vida que, mesmo sem o saberem, me fazem uma pessoa melhor todos os dias. Que sim. Que gosto muito de mim e que não mais me vou deixar levar por pensamentos destrutivos e sem qualquer saída. E sim, vou continuar como até então. A investir cada vez mais naquilo que faz sentir bem. Porque o resto... é paisagem.

segunda-feira, junho 11, 2007

Eu, aqui às voltas...

Começo sem saber muito bem porquê, nem o que escrever. Estou aqui às voltas com a imaginação numa tentativa desmedida de me abstrair de algo que me incomoda e que me mói, de fininho e quase de forma imperceptível, a paciência mas que mesmo assim me passa em rodapé na cabeça a todo o instante.
Questiono-me quantas vezes mais irei ser confrontada com esta ansiedade insensata que só me consome e não me traz nada de agradável. Com isto, dou por mim a dar erros gramaticais e a achar que estou a estupidificar... que me preocupo demasiado com o que não vale a pena e que descuro o que realmente importa. Que eu escolhi esta via. Ninguém me obrigou. Que o nó na garganta me está a apertar e que eu estou a suster a respiração para não o soltar. Que quase como nos "Cem Anos de Solidão" tudo é cíclico, tal como lá acontece com os Aurelianos. Também a minha vida, por vezes, é cíclica. E isso chateia-me. A previsibilidade das situações é algo que me irrita e me desilude. Mas que mesmo assim me provoca aquela ansiedade hipócrita de quem já sabe o desfecho mas que insiste em ser mártir. Insiste em auto-comiseração.
E enquanto vou fazendo pausas para comer, vou pensando nisto tudo e concluindo que na vida, importa o que importa... o resto é acessório. Não merece sequer um segundo do nosso pensamento. Mas, e atingir este estado de nirvana? Não é fácil. Mas eu tento. Todos os dias. Tento todos os dias ser feliz. Ser alegre. Fazer a diferença na minha vida. Não deixar que as tristezas me consumam. Não deixar que as saudades me matem por dentro e me façam o coração ficar pequenino, sem espaço para mais nada. Tento dar o melhor que existe em mim.... e, às vezes, consigo.



ps: última conclusão: o pc é o nosso melhor psicologo: ouve-nos, não nos julga e nem sequer faz perguntas.... menos mal!

terça-feira, maio 22, 2007

Gosto e pronto!

"Waiting (Reprise)"

"Well there ain't no point in moving on
Until you've got somewhere to go
And the road that i have walked upon
Well it filled my pockets
And emptied out my soul
All those insecurities
That have held me down for so long
I can't say i've found a cure for these
But at least i know them
So they're not so strong
You look for your dreams in heaven
But what the hell are you supposed to do
When they come true?
Well there's one year of my life in the songs
And some of them are about you
Now i know there's no way i can write those wrongs
Believe me
I would not lie you've hurt my pride
And i guess there's a road without you
But you once said
There's a way back for every man
So here i am
Don't people change, here i am
Is it too late to try again

Elogio ao Amor

"Há coisas que não são para se perceberem. Esta é uma delas. Tenho uma coisa para dizer e não sei como hei-de dizê-la. Muito do que se segue pode ser, por isso, incompreensível. A culpa é minha. O que for incompreensível não é mesmo para se perceber. Não é por falta de clareza. Serei muito claro. Eu próprio percebo pouco do que tenho para dizer. Mas tenho de dizê-lo. O que quero é fazer o elogio do amor puro. Parece-me que já ninguém se apaixona de verdade. Já ninguém quer viver um amor impossível. Já ninguém aceita amar sem uma razão. Hoje as pessoas apaixonam-se por uma questão de prática. Porque dá jeito. Porque são colegas e estão ali mesmo ao lado. Porque se dão bem e não se chateiam muito. Porque faz sentido. Porque é mais barato, por causa da casa. Por causa da cama. Por causa das cuecas e das calças e das contas da lavandaria. Hoje em dia as pessoas fazem contratos pré-nupciais, discutem tudo de antemão, fazem planos e à mínima merdinha entram logo em “diálogo”. O amor passou a ser passível de ser combinado. Os amantes tornaram-se sócios. Reúnem-se, discutem problemas, tomam decisões. O amor transformou-se numa variante psico-sócio-bio-ecológica de camaradagem. A paixão, que devia ser desmedida, é na medida do possível. O amor tornou-se uma questão prática. O resultado é que as pessoas, em vez de se apaixonarem de verdade, ficam “praticamente” apaixonadas. Eu quero fazer o elogio do amor puro, do amor cego, do amor estúpido, do amor doente, do único amor verdadeiro que há, estou farto de conversas, farto de compreensões, farto de conveniências de serviço. Nunca vi namorados tão embrutecidos, tão cobardes e tão comodistas como os de hoje. Incapazes de um gesto largo, de correr um risco, de um rasgo de ousadia, são uma raça de telefoneiros e capangas de cantina, malta do “tá bem, tudo bem”, tomadores de bicas, alcançadores de compromissos, bananóides, borra-botas, matadores do romance, romanticidas. Já ninguém se apaixona? Já ninguém aceita a paixão pura, a saudade sem fim, a tristeza, o desequilíbrio, o medo, o custo, o amor, a doença que é como um cancro a comer-nos o coração e que nos canta no peito ao mesmo tempo? O amor é uma coisa, a vida é outra. O amor não é para ser uma ajudinha. Não é para ser o alívio, o repouso, o intervalo, a pancadinha nas costas, a pausa que refresca, o pronto-socorro da tortuosa estrada da vida, o nosso “dá lá um jeitinho sentimental”. Odeio esta mania contemporânea por sopas e descanso. Odeio os novos casalinhos. Para onde quer que se olhe, já não se vê romance, gritaria, maluquice, facada, abraços, flores. O amor fechou a loja. Foi trespassada ao pessoal da pantufa e da serenidade. Amor é amor. É essa beleza. É esse perigo. O nosso amor não é para nos compreender, não é para nos ajudar, não é para nos fazer felizes. Tanto pode como não pode. Tanto faz. É uma questão de azar. O nosso amor não é para nos amar, para nos levar de repente ao céu, a tempo ainda de apanhar um bocadinho de inferno aberto. O amor é uma coisa, a vida é outra. A vida às vezes mata o amor. A “vidinha” é uma convivência assassina. O amor puro não é um meio, não é um fim, não é um princípio, não é um destino. O amor puro é uma condição. Tem tanto a ver com a vida de cada um como o clima. O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende. O amor é uma verdade. É por isso que a ilusão é necessária. A ilusão é bonita, não faz mal. Que se invente e minta e sonhe o que quiser. O amor é uma coisa, a vida é outra. A realidade pode matar, o amor é mais bonito que a vida. A vida que se lixe. Num momento, num olhar, o coração apanha-se para sempre. Ama-se alguém. Por muito longe, por muito difícil, por muito desesperadamente. O coração guarda o que se nos escapa das mãos. E durante o dia e durante a vida, quando não esta lá quem se ama, não é ela que nos acompanha - é o nosso amor, o amor que se lhe tem. Não é para perceber. É sinal de amor puro não se perceber, amar e não se ter, querer e não guardar a esperança, doer sem ficar magoado, viver sozinho, triste, mas mais acompanhado de quem vive feliz. Não se pode ceder. Não se pode resistir. A vida é uma coisa, o amor é outra. A vida dura a Vida inteira, o amor não. Só um mundo de amor pode durar a vida inteira. E valê-la também.”

Miguel Esteves Cardoso

segunda-feira, maio 21, 2007

Não, Carlota...

Não comeces a ter uma participação activa neste blog que vais ver onde é que vais parar... eu já te avisiei, depois não digas que ficaste espantada (como o outro).

eu gostava de saber...

... o porquê... mas nem tenho hipótese. HUMPF! BASTARD!

domingo, maio 20, 2007

Ah pois...

Tentar é falhar com honra.



.. por isso VOU mas é já fazer os trabalhos que tenho a fazer, para depois não dizer que TENTEI acabar o curso!

quinta-feira, maio 17, 2007

Descoberta

O bem estar vem de dentro.... descobri hoje.

quarta-feira, maio 16, 2007

Diferenças: bicho da seda vs borboleta

Os bichos da seda:
- andam de ténis mais vezes do que deveriam
- não fazem exfoliação semanal
- não fazem a mão e o pé semanalmente
- não lêm revistas de viagens
- não ouvem jazz
- não vão a exposições
- não fazem o papanicolau anualmente
- não vão ao dermatologista
- não equacionam a hipótese de deixar de fumar
- não vão a Belém comer crepes
- não têm vários pares de óculos de sol

As borboletas:
- sabem que o ponto G está no cérebro
- têm o pé a mão impecáveis 365 ou 366 dias por ano
- adoram glamour
- vão almoçar a Paris
- Sonham a ler " A volta ao Mundo" todos os meses
- usam um anti-celulítico o ano inteiro
- fazem tudo para uma noite a sós a ver um filme
- os saltos agulha são grandes amigos
- os dentes são alvo de várias inspecções diárias

segunda-feira, maio 14, 2007

George Michael, amori:

Venho, publicamente, dizer que, mesmo 25 anos depois, tu continuas a ser o Homem da minha vida... quando te vi a subir para aquele palco o meu coração quase parou de bater...quando a tua voz começou a ouvir-se, levaste-me à lócura! Recuei ao ano de 1984 e recordei, com nostalgia, quando ainda nem sequer sabia ler e me faltavam dois dentes à frente que já fazia contas para me casar contigo um dia...que ouvia ininterruptamente o "careless whispers" e até já sabia a letra toda... e de repente, vejo-te ali, qual homem mai lindo, a cantá-la ainda melhor que há um quarto (arghh) de século atrás....e pronto, meu amor, à parte de facto de seres mariconéro, a nossa relação irá manter-se por mais 25 anos, apenas alterada pelo facto de eu já saber ler, ter os dentes todos e, já agora, rugas também.

Love you forever and ever

sexta-feira, maio 11, 2007

Outra Grande Verdade

a woman needs a man like a fish needs a bicycle

Dúvida

Porque é que todos os dias há um anormal que nos surpreende???

sexta-feira, abril 20, 2007

quinta-feira, abril 19, 2007

Parabéns


Parabéns para mim,

Nesta data querida,

Muitas felicidades,

Muitos anos de vida,


Hoje é dia de festa,

Cantam as nossas almas

Paaaaaaaaaaaaaaaaaaraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaá menina mais linda Ana

Uuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuma saaaaaaaaaaaaaaaaalvaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

De palmas!


CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP !!!!!!!


Uma vez mais, obrigada a mim por existir!
Iana, não me esqueci que fazes anos hoje.

Mas se estás à espera que te dê os parabéns, esquece! Porque eu também fiz anos e tu não te lembraste, pior, o blog rosinha fez anos e só te lembraste quando eu te disse a que horas tinhas de estar no Pavilhão Atlântico para celebrar a data.
So my friend Iana não há parabéns! Não há peixinho com ar de parvo a carregar um bolo de velas acesas para levar à tua pessoa e a gritar PARABÉNS A VOCÊ NESTA DATA QUERIDA MUINTAS (não é erro, é acentuação) FELICIDADES MUITOS ANOS DE VIDA WEEEEEE. Não há!

terça-feira, abril 03, 2007

quarta-feira, março 28, 2007

O Aniversário

Deste fantástico blog, de grande interesse cultural, institucional e tudo o que acabe em "al", foi no dia 3 de Fevereiro. Para os interessados, informamos que realizámos um jantar comemorativo com 1,989 924 leitores. Fomos ainda, congratuladas com milhares de cartas de agradecimento pelas mudanças que operámos na vida de tantas pessoas (pedimos desculpa por não termos ainda respondido a todos, mas fica a garantia de que, se algum dia nos tornarmos mestres em Psicologia Clínica, o faremos pois, como o nosso consultório deverá estar às moscas, teremos tempo que sobre).
Pelo facto, vimos publicamente agradecer a todos os que estiveram no Pavilhão Atlântico e sua extensão para o exterior (não cabiam todos lá dentro) e ainda ao Tony Carreira pela sua maravilhosa actuação neste dia, que foi tão importante nas nossas vidas.
A todos,

Saúdinha e Bem hajam!

Nufas e Carlota

CRAQUES

será que ele disse:
- você é uma craque
ou
- você está a ficar uma craque?


esta questão é pertinente e está a tirar-me o sono....

quarta-feira, março 21, 2007

Há dias...

- em que o céu é cinzento
- em que todos são manipuladores
- em que a vida me passa ao lado
- em que os amigos desaparecem
- em que a alma dói
- em que a música não me ajuda
- em que não sou feliz...

Há dias que não são dias.Hoje é um deles.

sexta-feira, março 16, 2007

Recado

Carlota,
És a minha "putéfia" (sim, eu sei a expressão é do pior) preferida...


Obs: ela é esquinas, ela é paragens de autocarros....

terça-feira, março 13, 2007

Para alguém muito especial

Don't Give Up
Peter Gabriel


In this proud land we grew up strong
We were wanted all along
I was taught to fight, taught to win
I never thought I could fail
No fight left or so it seems
I am a man whose dreams have all deserted
Ive changed my face, Ive changed my name
But no one wants you when you lose
Dont give up
cos you have friends
Dont give upYoure not beaten yet
Dont give upI know you can make it good
Though I saw it all around
Never thought I could be affected
Thought that wed be the last to go
It is so strange the way things turn
Drove the night toward my home
The place that I was born, on the lakeside
As daylight broke, I saw the earth
The trees had burned down to the ground
Dont give upYou still have us
Dont give upWe dont need much of anything
Dont give upcause somewhere theres a place
Where we belongRest your head
You worry too muchIts going to be alright
When times get roughYou can fall back on us
Dont give up
Please dont give upgot to walk out of hereI cant take anymore
Going to stand on that bridge
Keep my eyes down below
Whatever may come
And whatever may go
That rivers flowing
That rivers flowing
Moved on to another town
Tried hard to settle down
For every job, so many men
So many men no-one needs
Dont give upcause you have friends
Dont give upYoure not the only one
Dont give upNo reason to be ashamed
Dont give upYou still have us
Dont give up now
Were proud of who you are
Dont give up
You know its never been easy
Dont give upcause I believe theres the a place
Theres a place where we belong

sexta-feira, março 09, 2007

Uma grande verdade

We never get old. We only get better.

Com atraso.... FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Um brinde a NÓS mulheres
Aos homens que nos teêm
Aos otários que nos tiveram
E… aos sortudos que terão o prazer de nos conhecer!

GAIJA É GAIJA!

terça-feira, março 06, 2007

Carlota, mete gelo!!!



...pode ser que alivie o "enchaço"....

segunda-feira, março 05, 2007

sábado, março 03, 2007

sexta-feira, março 02, 2007

Não disparas porquê???


Avisos nas Embalagens

Numa fileira de luzes de Natal:
“Usar apenas no interior ou exterior”

(Alguém me sabe dizer qual é a terceira opção?!)


Nos pacotes de amendoim da Matutano:
“Aviso: Contém Amendoins”

(Que mania de estragar as surpresas!)

quinta-feira, março 01, 2007

Xáises....


Esta é para ti, querida!






Bem, podes partilhar comigo que eu não me importo

E não é que.....

Eu passei a Social??? Mesmo depois de ter feito aqueles elogios todos a Senhora Dona Professora????
Lindo.... simplesmente.

segunda-feira, fevereiro 26, 2007

MONSTRUÇÃO

O que é a menstruação?
Após a primeira menstruação, ou menarca, que surgirá no início da adolescência, a partir daqui aparecer-te-á todos os meses o chamado ciclo menstrual, é o fluxo de sangue e células que se formam quando o corpo da mulher se prepara para receber uma gravidez.
Todos os meses, após a menarca, os ovários da mulher libertam um óvulo. Este óvulo vai iniciar um percurso descendente e só pode ter dois destinos: ou é fecundado, ou vai amadurecer e é expulso.
Se é fecundado, o óvulo passa a ovo e vai alojar-se na parede uterina, que entretanto se tinha preparado para receber esse novo ovo: ocorre então a nidação.
Se a fecundação não aconteceu, então este óvulo vai continuar o seu percurso descendente, amadurece e é expulso juntamente com a descamação da parede do endométrio, após o que novo ciclo ovárico terá lugar.
É a isto que vulgarmente se chama, “estar com o período”, ou estar menstruada.


Quanto tempo dura um ciclo?
Habitualmente um ciclo dura entre 28 a 32 dias, ou seja, é aquilo a que chamamos um ciclo menstrual. Mas podem existir ciclos ligeiramente menores ou maiores.
Um ciclo começa no primeiro dia do aparecimento da menstruação e termina quando se inicia novo ciclo, ou seja, o 1º dia de menstruação seguinte. Estes dias podem variar de mulher para mulher, assim como podem também variar na mesma mulher de ciclo para ciclo.
É assim que a mulher pode considerar se os seus ciclos são regulares ou irregulares. O período menstrual dura normalmente entre 3 a 5 dias.


As três fases do ciclo menstrual
Bom, já vimos que o primeiro dia do ciclo menstrual é o primeiro dia do aparecimento da menstruação. O ovário contém uns folículos, do tamanho da cabeça de um alfinete.
Um destes folículos vai crescer e ficar do tamanho de uma ervilha, isto demora cerca de 14 dias. Chama-se a isto a fase folicular.
Por volta do 14º dia, o folículo rompe-se e é aqui que se dá a ovulação. Ou seja, o óvulo desce pelas trompas de Falópio, podendo ou não ser fecundado pelos espermatozóides se estes se encontram na vagina contidos no liquido espermático.
Só um espermatozoide pode fecundar o óvulo, senão, este vai continuar a descer pelo canal vaginal. Chama-se a esta fase, fase ovulatória.
Quando o folículo se rompeu e libertou o óvulo, deu-se uma transformação fisiológica gerando-se uma massa amarela e sólida que se chama “corpo amarelo”.
Quando não há fecundação, este corpo amarelo amadurece, vai-se degenerando e acaba por ser levado através do fluxo sanguíneo, esta é a fase luteiníca. O período menstrual tem aqui o seu início.



OBS: O MAIS IMPORTANTE, NÃO ESTÁ REFERIDO:
É QUE A MALTA QUANDO ESTÁ COM O PERIÓDICO, FICA TODA DESGRAÇADA, CHEIA DE DORES, GÓMITOS, MAU HUMOR E OUTROS SINTOMAS....

AINDA NOS CHAMAM SEXO FRACO!

HUMPF!

Isto é indecente!

Carlota,

Vê o que encontrei!!!!
Isto é indecente.... O menino Joãozinho do interneme, tem um BELOG e foi incapaz de nos avisar!!!!
Sem comentários...


www.pensamentosgloriosos.blogspot.com

sexta-feira, fevereiro 23, 2007

CLAP CLAP CLAP

.... à xaíses!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Psicologia Social

é absolutamente horrivel, nojento e asqueroso...
as professoras da cadeira personificam os adjectivos supra citados....
e eu estou particularmente "INERVADA"...



ps: precisava de desabafar

quinta-feira, fevereiro 22, 2007

AVISOS AOS PAROQUIANOS

As reuniões do grupo de recuperaçao da autoconfiança são nas sextas feiras, às oito da noite. Por favor, entrem pela porta traseira.

quarta-feira, fevereiro 21, 2007

Ainda a pedido de outras quantas familias....

A Carlota passou a chamar-se Narcisinha...Só que ainda não sabe. (por favor, não lhe digam até eu ter uma conversa séria com ela).

A pedido de muitas familias

Mudei de nome para Nufas Narcisa e achei por bem tornar o facto público.

PS: Maiga, tu foste quem mais contribuiu nesta votação! Estranho....




A emissão retoma dentro de minutos...

terça-feira, fevereiro 20, 2007

Eu gosto...

... tanto de mim!
Obrigada a mim, por existir!

sábado, fevereiro 17, 2007

Estranho...

borracho 1
substantivo masculino
1.
cria do pombo;

(Do lat. burru-, «vermelho» [cor que têm os pombos a que ainda não cresceram penas] +-acho)

quarta-feira, fevereiro 14, 2007

é profundo

"Para quê ter olhos azuis, se a Natureza deixa os meus vermelhos?"
Bob Marley

"Estou louca para ir a Nova Iorque. Sempre quis
conhecer a Europa..." -
Carla Perez (loira do Tchan)


"Adoro Beethoven, principalmente os poemas." -
Ringo Star

"Sempre que vejo TV e aparecem aquelas crianças a morrer
de fome, não consigo evitar chorar. Quer dizer, adorava ser assim
magra, mas sem aquelas moscas, mortes e essas coisas..."
Mariah Carey

"Fumar mata. Quando se morre, perde-se uma parte
muito importante da vida."
Brooke Shields

"Estar vivo é o contrário de estar morto."
LiliCaneças

"Temos que analisar os pós e os contras."
Zé Maria(BB1)

Minha vida deu uma volta de 360 graus"
Adriane Galisteu

Os sete artistas compõem um trio de talento."
Manuela Moura Guedes

"A nova terapia traz esperanças a todos os que morrem
de cancro a cada ano."
Manuela Moura Guedes

"Um morreu e o outro está morto."
Manuela Moura Guedes

"É trágico! Está a arder uma vasta área de pinhal de eucaliptos!"
Jornalista da RTP

"O assassino matou 30 mortos."
Rodapé do Telejornalda SIC(era para ter a certeza de que estavam
mortos....)

"Foi assassinado, mas não se sabe se está morto." -
Jornalista vda TVI

"Estão zero graus negativos."
Jornalista da TVI

"Ardeu uma vasta área de mato, provavelmente num incêndio." -
Jornalista da SIC (sim... podia ter ardido numa inundação.....)

"A grande maioria das nossas importações vem de fora
do país."
George W. Bush

"Vejam como Paulinho Santos não deixa Sá Pinto penetrar!" Gabriel Alves


"Juskowiak tem a vantagem de ter duas pernas!"
Gabriel Alves

"Lá vai Paneira no seu estilo inconfundível...(pausa)... mas não, é
Veloso."
Gabriel Alves

"A China é um país muito grande, habitado por muitos chineses..."
Charles de Gaulle (obviamente a China não seria habitada por
Holandeses...)

"O meu coração só tem uma cor: azul e branco."-
JoãoPinto (jogador do FCP)

"Inácio fechou os olhos e olhou para o céu!" -
NunoLuz (SIc)

"Quem corre agora é o Fonseca, mas está parado."
Jorge Perestrelo(gostava de conseguir realizar esta proeza... correr
parada)

"Nós somos humanos como as pessoas."
Nuno Gomes (SLB)


a última, vem do meu sobrinho Tomás:

"Tia, era uma família inteirinha de cricóis... a mãe tava desmáiada, o pai todo desborrachadinho e os filhos mortos!"

terça-feira, fevereiro 13, 2007

Medicine....

"Sexual Healing"

Oh- baby now let's get down tonight.
Baby, I'm hot just like your oven.
Oh- I need your lovin'
And baby, I can't hold it much longer
Now it's getting stronger and stronger
And when I get that feeling
I need a sexual healing, sexual healing
And makes me feel so fine
And helps to release the mind
Sexual healing, is good for me
Sexual healing is something that's very good for me
Whenever these blue teardrops are falling
Oh no - and my emotional stability is leaving me
There is something
I can do Oh I can get on the telephone and call you up baby
Darling,
I know you'll be there to relieve me
The love you give to me will free me
And if you don't know the things you're dealing
Oh- I can tell you darling, oh it's sexual healing
Get up, Get up, Get up, Get up
Let's make love tonight
Wake up, ake up, Wake up, Wake up
'Cause you do it right
Heal me, my darling
Heal me, my darling
Heal me, my darling
Heal me, my darling
Baby, you know I got sick this morning
A sea was storming up inside of me
Baby, I think I'm capsizing
Oh- the waves are rising
And when I get that feeling
I want a sexual healing
Sexual healing
And makes me feel so fine, it's such a rush
And helps to release the mind,
Lord- it's good for us
Sexual healing, is good for me
Sexual healing is something that's so so good for me
And it's so good for us and it's so good to me my baby, woohhh
Just grab a hold and take control
Of my body and mind soon we'll be making love
Honey, oh- -- fine
You're my medicine open up and let me in
Darling,
Darling, you're so great I can't wait for you to operate
Ohh Heal me, my darling I can't wait for you to operate
Heal me, my darling
I can't wait for you to operate
Heal me, my darling I can't wait for you to...
Heal me, my darling
Heal me, my darling
Heal me, my darling I can't wait for you to...
Oh baby, whenever these blue teardrops are falling
Heal me, my darling

HOMENS

Deus só so criou por uma simples razão:

os vibradores não trocam pneus!

HOMENS

Deus só so criou por uma simples razão:

os vibradores não trocam pneus!

nomes possíveis

Carlota, como ontem à noite não tinha sono, elaborei uma lista de nomes possíveis pá gente.
Então, cá vão:

Sandra Sónia
Mónica Vanda
Elsa Manuela
Sara Micaela
Rafaela Patrícia
Fabiana Sofia
Sandra Márisa (deste gosto particularmente)
Sóraia Crestina (olha o "prumenor" do "e")
Cátia Ingrid
Janine Solange
Liliana Cátia
Aida Sofia
Carla Alice
Sónia Filipa
Carina Isabel
Mara Rita
Alda Jessica



E por fim.... o clássico, o máior, o nome sem descricão possível, que TE assenta que nem uma luva: Cátia Vanessa!!!!

Para ti, com todo o meu amor!


OBS: atenção, que alguns da lista não são ficção... são a mais pura das realidades!!!!

sábado, fevereiro 10, 2007

Carlota...

... Tu nao achas que um blaser preto e uma t-shirt branca ficam sempre bem??

domingo, janeiro 07, 2007

Minha Estrela do Mar

Esta noite as estrelas brilham. Brilham muito, como nunca o fizeram antes. Brilham porque dançam à volta de uma Estrela do Mar. Porque festejam a sua chegada ao local mais bonito que existe no firmamento. Um lugar onde só é possível estar uma Estrela como tu. Uma Estrela tao rara que jamais se irá ver outra igual. Que me continua a embalar e abraçar. Que me ensina a ser forte e ter valores. Que me chama menina enquanto me afaga os cabelos. Que me leva as cavalitas e me ensina a dar mergulhos. Que me ama incondicionalmente e me olha com ternura.
Que me faz falta aqui e agora mas que brilha e me seca as lagrimas, que a dor da ausência fazem cair. Que afasta a tristeza que me invade quando me esqueço que basta olhar para o céu para te ver brilhar. Brilhar sob a forma do amor. Do amor que aquece o coração. Aquele amor que só tu pudeste, um dia, dar-me.... enquanto me chamavas tua menina e me afagavas os cabelos.
Esta noite e todas as outras a Estrela brilha. Muito além do firmamento.